terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Falso médico é descoberto após pedir exame de próstata para mulher

Vão-se os dedos, ficam os anéis.

BOM DIA SÃO PAULO


A polícia descobriu que um falso médico exercia ilegalmente a profissão em um posto de saúde de Boiçucanga, em São Sebastião. litoral norte de São Paulo, depois que ele pediu um exame de próstata para uma mulher, algo tão absurdo quanto pedir um exame ginecológico para um homem.


Vanderlei Pereira trabalhou durante um ano e três meses no posto de saúde municipal e chegou a levantar suspeitas. Mas a gota d'água foi o pedido de exame de próstata, glândula própria do sexo masculino, para alguém do sexo feminino.


O falso médico chegou a atender por três vezes o vereador local Wagner Teixeira. Nas três consultas Vanderlei receitou o mesmo medicamento. Detalhe: uma consulta era para tratar a garganta, outra para uma costela quebrada e outra para uma torção no tornozelo.


Pereira costumava dormir em uma casa vizinha ao posto de saúde. Ele tinha diploma de médico de uma universidade paranaense e costumava fazer ligações para Curitiba, onde dizia ter parentes.


A polícia ainda não pediu a prisão preventiva do suspeito, pelos crimes de uso de documentos falsos e exercício ilegal da medicina, mas investiga o caso e tomará depoimentos de pacientes.


A Prefeitura de São Sebastião não desconfiou de Pereira. A vice-prefeita Cláudia Patocchio disse que ele apresentou todos os documentos com autenticação feita em cartório. Além disso, segundo ela, a anuidade do Conselho Regional de Medicina (CRM) estava em dia. Já o CRM informou que, após receber pedido para registro do falso médico, constatou que o diploma era falso. A entidade anunciou ter avisado a Polícia Federal.

Fonte: http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EDR57447-6014,00.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.